Rebobina: Tributo

30 de novembro de 2016
Hoje é dia de saudade.

Ahh quem dera se o Rebobina tivesse o poder de voltar o tempo, de prolongar a estadia daqueles que partiram muito cedo e nos deixaram apenas lembranças.

É tão estranho
Os bons morrem jovens
Assim parece ser
Quando me lembro de você
Que acabou indo embora
Cedo demais



Quando eu lhe dizia
Me apaixono todo dia
É sempre a pessoa errada
Você sorriu e disse
Eu gosto de você também
Só que você foi embora
Cedo demais!



Eu continuo aqui
Meu trabalho e meus amigos
E me lembro de você
Dias assim
Dia de chuva
Dia de sol
E o que sinto não sei dizer



Vai com os anjos
Vai em paz
Era assim todo dia de tarde
A descoberta da amizade
Até a próxima vez



É tão estranho
Os bons morrem antes
Me lembro de você
E de tanta gente que se foi
Cedo demais!
E cedo demais



Eu aprendi a ter
Tudo o que sempre quis
Só não aprendi a perder
E eu que tive um começo feliz
Do resto não sei dizer



Lembro das tardes que passamos juntos
Não é sempre, mas eu sei
Que você está bem agora
Só que neste Ano
O verão acabou



Cedo demais!



... cedo demais.





Post por: Bia Gonçalves
Sua maior paixão são os livros que lhe fazem viajar. Odeia mesmices, por isso adora se aventurar nas páginas de uma boa fantasia e se prender a um terror daqueles de parar o coração.
14 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

14 comentários:

  1. Oi Bia!! Que lindo o tributo!! Adorei!! Até hoje fico chocada com a morte do Cory e do Mamonas..... #triste

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Mi! Era pra ser algo leve e feliz, mas não tem jeito né? Também fiquei chocada com a morte deles, até hoje parece ser mentira né?
      Beijos

      Eliminar
  2. Oi Bia! Nossa, que post lindo!
    É muito triste ver artistas tão talentosos morrerem tão cedo. Muitas dessas mortes me chocaram e a saudade é o sentimento que fica.
    Bjos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Anna! Triste demais. Eu tenho problema em lidar com a perda, até mesmo de pessoas que não conheço. Pra mim foi realmente difícil fazer o post, por isso coloquei apenas a letra da música.
      Beeijos

      Eliminar
  3. Ual Bia!!
    Confesso q estou em lágrimas aqui, ainda mais com essa tragedia mais recente...
    Tristeza!

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Oi Lu! Acredite: pra mim também rsrs.
      Eu nem consigo assistir até o final.
      Beijos

      Eliminar
  5. Oi, Bia.
    Sim, todos merecem homenagens e ficarão para sempre em nossas memórias. Assim como Cazuza, Tim Maia, Freddie Mercury, Claudinho, Raul Seixas e outros tantos que nos deram alegrias com suas músicas, ou atores, com suas interpretações.
    E agora, essa grande tristeza na tragédia dessa semana.
    Obrigada pelo post.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Márcia! São tantos né? Famosos ou não, todos merecem uma singela homenagem. Não coube todo mundo aqui, peguei os que me baquearam mais por eu gostar e acompanhar em vida, mas tem muitos outros que não coloquei e também sinto saudade.
      Beeijos

      Eliminar
  6. Nossa, sabe quando você prende a respiração e só percebe quando solta aquela rajada de ar? Acabei de fazer isso. A morte é uma estranha conhecida de todos nós, e nunca estaremos preparados para entendê-la, menos ainda quando acontece com jovens, sentimos como se ela tivesse trapaceado e ficamos estarrecidos, confusos, sem palavras. Como cantava o Renato, "os bons morrem cedo". Lembro de como fiquei perplexa diante de algumas dessas mortes que você citou: Mamonas Assassinas, Chorão, Paul Walker (saí do cinema aos prantos no final de Velozes e Furiosos 7) e lembrei da morte do Ayrton Senna, que me comoveu muito. O post está lindo e todos eles merecem esse tributo, é uma bela forma de homenagear os mortos no acidente da Chape.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu sei! Você bem sabe dos meus problemas com ela, e ontem mesmo estava questionando o motivo de estarmos nesse mundo com a certeza evidente (a única) da morte.
      Obrigada ♥
      Beijos

      Eliminar
  7. Aah, Bia, realmente, quem dera que um rebobina trouxesse de volta aqueles que partiram...
    Fiquei muito triste com a morte do Cory Monteith, na época abandonei a série e até hoje não consegui terminar, e muito menos assistir ao episódio do tributo.
    E quanto ao acontecimento dessa semana, é dor demais pra cidade, pro país e pro mundo inteiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Luciana! Com a mudança do formato da série, eu já não acompanhava fielmente, mas a morte de Cory foi o gancho para o abandono completo.
      Beijos

      Eliminar

 
© Lua literária - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo