Resenha: O Bairro da Cripta, As Elegias - M R Terci #1 (Série O Bairroda Cripta

12 de janeiro de 2016
Título: O Bairro da Cripta - Tomo I - As Elegias
Série O Bairro da Cripta - Livro I
Autor: M. R. Terci
Editora: LP Books
Ano: 2014
Páginas: 168
Skoob
Comprar: Site do Autor | Amazon
O BAIRRO DA CRIPTA - tomo ISinopse: "Cá, em Tebraria, a oeste do preguiçoso Mogi, o peregrino viu, finalmente, Seu rosto esculpido em pedra escura. Era tarde e o desejo de todas as coisas vivas é se esconder daquela escuridão. Mas, é sempre treva no Bairro da Cripta".
Elegias é o primeiro tomo da pentalogia do Bairro da Cripta. Composta por 24 contos que colocam os clássicos do terror universal sob a luz dos lampiões de querosene dos sertões paulistas do século XIX.
Strigois que se alimentam de vitalidade humana, licantropos boêmios às vésperas das núpcias do diabo, aparições atormentadas a procura de algum alento, nereidas sanguinárias que espreitam rios e lagos, sombras famintas que se alimentam de sangue, alienígenas curiosos e seus assombrosos experimentos, divindades cruéis, demônios narcisistas e psicopatas medonhos que mantém estreito entendimento com aquele bairro sinistro que ladeia a assombrada Comarca de Tebraria.
Através das sendas que conduzem às Montanhas da Tristeza de Deus e as margens do rio pantanoso que deságua na Baia das Sepulturas; entre as trilhas desairosas do Jardim dos Suicidas e a grande Necrópole que ladeia a Estrada do Chão Duro está o mal afamado Bairro da Cripta.




Sou uma leitora apaixonada pela literatura nacional. Quem me acompanha, sabe bem que tenho certa preferência por terror e fantasia.
Baseando-se no cenário de nossa literatura, e considerando os autores contemporâneos, ainda conheço poucos do gênero terror. Em um especial onde eu e outras blogueiras nos juntamos para abordar o tema terror, a Fran, do blog My Queen Side, me apresentou ao autor Marcos R Terci.
Não conhecia seu trabalho, aliás, ainda não havia lido nada a respeito do autor. Tive a missão de entrevistá-lo, e para isso passei a pesquisar sobre. Fiquei completamente encantada, primeiro por tamanha simpatia, e segundo por ler tantos elogios sobre suas obras nas redes sociais e blogosfera.
Claro que fiquei ansiando para ler logo algum de seus livros, e hoje venho resenhar o Tomo I de O Bairro da Cripta – As elegias.

“É sempre fúnebre o Bairro da Cripta.” – página 10.

Inicio dizendo o quanto a escrita do autor é única. Ele escreve de uma maneira formal, que há tempos não lia. Às vezes, você, leitor, poderá se assustar em ler a frase que há pouco coloquei, mas posso garantir que é uma escrita que não traz estranheza ou desconforto. Muito pelo contrário. Deixa o enredo mais poético e, ouso apontar, mais interessante e saboroso em ser lido. Posso resumir tudo isso dizendo que sua linguagem contribui, e muito, no requisito de prender o leitor.
Na obra, temos vários contos de terror que acontece em Tebraria, cidade interiorana do estado de São Paulo, especificamente no Bairro da Cripta. Este bairro abriga diversas histórias bem bizarras e assustadoras, com personagens de vários tipos: mortos, vivos, corajosos, bonzinhos, psicóticos, apaixonados e até mesmo sobrenaturais.

“Boataria gera lendas, lendas parem heróis. E, mesmo os cemitérios haverão de ter seus heróis.” – página 22.

Para mim, a forma do livro foi totalmente interessante e inédita. Começamos sem saber muito sobre o bairro em si. Cada conto nos faz conhecermos um pouco mais sobre a “Cripta”; é como se cada página tivesse o poder de nos fazer adentrar mais a fundo no local. E quando demos por conta, nos sentimos um verdadeiro morador que testemunhou cada acontecimento do livro.

“De tanto escrever sobre Tebraria, tanto sabia sobre sua alma que, em seu íntimo, um pedaço da cidade já enxergava.” – página 126.

Os contos acabam se interligando, as vezes reencontramos algum personagem, ou um local específico. Cada página oferece ao leitor um tipo de, como posso dizer... vício. O conto se inicia, e então temos a necessidade em saber mais sobre o personagem, mais sobre a situação contada e até mesmo mais sobre os mistérios da Cripta. Ao término de cada conto, nenhuma existência de dúvidas, ou aquela sensação de que falta alguma coisa. E você se encontra munido de ansiedade para conhecer mais sobre os relatos daquele lugar, para saber qual história está por vir. E não quer deixar a leitura por nada nem ninguém.

“Estranhos de estranhos gostos eram os leitores do mal afamado Bairro da Cripta.” – página 128.

Um ponto relevante no livro como um todo é o fato do autor causar surpresa ao leitor com desfechos inimagináveis, deixando-nos mais viciados ainda em sua escrita.
Costumo resenhar livros que trazem vários contos apontando os que mais me agradaram, os que não; os favoritos, e etc. Neste caso, não conseguirei fazer isso.
Não existiu um conto sequer que me desagradou ou gostei menos. É impossível escolher apenas um como favorito.
Posso fazer algumas citações, de contos que mais me chamaram a atenção. Acho até pecado, mas, apenas para não deixar vocês totalmente no vácuo:
O Toureiro foi um conto que considerei muito rico em detalhes da situação como um todo. Temos muitas emoções misturadas no mesmo lugar; e as cenas descritas se tornam muito palpáveis.
O Jardim dos Suicidas posso apontar como o mais tocante. Apesar do terror envolvido, o drama acabou se sobressaindo.

“Tão sofrível foi teu adeus que não quero te acordar. Pela manhã, talvez, acordemos juntos.” - Página 61.

Seis Degraus de Escuridão foi o único que, de início, não me prendeu. Cometi o erro em pensar que este poderia fazer com que eu apontasse algumas imperfeições. Não sei em que momento já estava presa novamente, e ao final, a sensação de encantamento estava em evidência.
Abigail, O Velho Ari, A Noiva da Cripta, O Cronista de Um Tempo Passado... Realmente, é impossível apontar o melhor ou o favorito. Todos me encantaram na mesma medida. Todos se tornaram favoritos.
Terci tem uma forma original de escrever terror. Um autor tão completo que, após ler apenas uma de suas obras, pude enxergar o que levou autores clássicos a serem imortalizados. Sua linguagem, sua graça na escrita, seu dom de provocar encantamento mesmo trazendo temas que remetem ao medo e até tristeza, me fizeram tornar mais uma fã. E acrescento que sua obra tornou-me uma leitora mais rigorosa.
Estou admirada, encantada e orgulhosa em ter tido o prazer em ler essa obra.
Leitores, termino minha resenha dizendo que esse é um daqueles livros que recomendarei enquanto viver (sem exageros). Se você é fã do gênero e/ou um(a) grande apreciador(a) da literatura nacional, não pode deixar de conhecer Marcos. Comecei 2016 muito bem, com a leitura de um dos melhores livros que já li até hoje. Faltam-me palavras para descrever o quanto apreciei esta leitura.

“...algumas vezes, por mero acaso, temos a oportunidade de constatar o quanto as palavras de nossa língua são pobres para descrever algo dessa dimensão.” – página 11

Nota: 5/5 

Sobre o autor:

M.R.Terci é escritor, poeta e advogado especializado em Direito Internacional com ênfase na União Europeia e Mercosul. Nascido em Descalvado-SP, em 1973, busca honrar aos Deuses da Criação Literária enfrentando, diariamente, o desafio da página em branco, devotando sua energia ao solitário trabalho de traçar destinos através dos meandros do sobrenatural. É o criador das séries: O Bairro da Cripta - tomos I e II - pelo selo LP-Books; Os Imperiais de Gran Abuelo - As Crônicas de Pólvora e Sangue; e Caídos pela Editora Multifoco. Nascido em Descalvado-SP, em 1973, busca honrar aos Deuses da Criação Literária enfrentando, diariamente, o desafio da página em branco, devotando sua energia ao solitário trabalho de traçar destinos através dos meandros do sobrenatural.

Outras Obras:

O BAIRRO DA CRIPTA - tomo II    Universo Paulistano vol. II   Marcas do Tempo IX   Caídos



Post por: Bia Gonçalves
Sua maior paixão são os livros que lhe fazem viajar. Odeia mesmices, por isso adora se aventurar nas páginas de uma boa fantasia e se prender a um terror daqueles de parar o coração.
42 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

42 comentários:

  1. Sempre gostei muito de livros de contos. Acho que eles trazem um tipo de leitura diferente e gostosa ao mesmo tempo. Você amou a leitura desse livro, que animação!
    Uma coisa que me deixou bem curiosa com o livro são os desfechos que a gente não imagina, AMO livros que são assim!

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tb gosto de livros de contos, a leitura realmente fica muito gostosa. Amei mesmo esse livro, e espero que vc leia.
      Beijos

      Eliminar
  2. Assustador! Me lembrou um pouco o autor Raphael Montes, que tem um livro de contos de horror! Obrigada pela dica! Abraço! (Blog Pacote Literário)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre assustador no Bairro da Cripta!! hahaha Espero que leia e goste tanto quanto eu. Beijos

      Eliminar
  3. Oi.

    Olha, vou te dizer, não sou muito fã de terror, nem em filme, quanto mais em livros, foram pouquíssimos livros desse gênero que li até agora, vamos ver se mais pra frente eu pare com esse "medo" e consiga ler mais.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Daniela! Espero que leia sim, essa e outras obras incríveis te esperam.
      Beijos

      Eliminar
  4. Livro magnífico, muito acima no quesito qualidade e criatividade de outros autores nacionais de terror como André Vianco e Raphael Montes e uma escrita narrativa fenomenal. A resenha ficou excelente, muito bem escrita e fez jus ao livro magnífico que leu, meus parabéns!!! :)

    Ler Vicia:
    http://www.youtube.com/LerViciaTV

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanta honra ter você em nosso espaço!! Concordo plenamente :)
      Beijos

      Eliminar
  5. Ola.
    Claro que eu conheço os autores citados em suas resenhas mas tenho uma coisa pra assumir eu fugo deles. Kkk
    Naofaz em natma mei tipo nas sua resenha está top. Parabéns.

    Beijos
    Books And Carpe Diem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pena, é uma leitura incrível. Obrigada por ter lido mesmo não fazendo seu estilo.
      Beijos

      Eliminar
  6. Já estava super curiosa para ler esse livro por causa dos anúncios nas várias páginas do facebook, e agora, com sua resenha, fiquei fascinada!! Preciso encaixá-lo em minhas leituras desse ano! Obrigada pela ótima resenha! Beijos.

    Leitora Compulsiva:
    http://olhoscastanhostambemtemoseufascinio.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Andrea. Espero que leia e aprecie muito, assim como eu.
      Beijos

      Eliminar
  7. É muito bom quando um livro nos agrada dessa forma. Infelizmente, não é um gênero que me interesse e eu não o leria, apesar de ter achado a história bem interessante, só que não é pra mim, sou medrosa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahh que pena Beatriz. Perca esse medo menina hahaha.
      Beijos

      Eliminar
  8. Olá,
    Eu não leio livro e nem assisto filme de terror... tenho medo mesmo rsrs
    Fico feliz que você amou demais o livro, mas por não ser meu gênero vou deixar passar, mas só por isso!!
    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena Daya!! Espero que um dia supere esse medo e confira esse livro incrível.
      Beijos

      Eliminar
  9. Olha que máximo! Temos gostos bem parecidos. eu também dou preferencia para gêneros como terror e fantasia e assim como você, apesar de gostar do gênero terror, também li pouquíssimos. "O Bairro da Cripta" parece ser ótimo. Vou acatar a dica. :)

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Giselly! Amo encontrar leitores com gostos parecidos que o meu. Anote essa dica e leia logo. Beeijos

      Eliminar
  10. Oie!!!
    Não gosto de livros de terror, morro de medo.
    Sou super cagona kkk. Porém gosto muito de contos, e achei bem interessante a proposta do autor. Porém como falei não leio esse tipo de livro.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que triste Thais :(
      Obrigada em conferir a resenha mesmo não sendo seu estilo de leitura.
      Beijos

      Eliminar
  11. Oie!
    Livro muito interessante! Confesso que não gosto muito de contos, mas fiquei interessada nesse livro ,pelos pontos positivos apresentados, e ainda ganhou 5 estrelas. Deve ser um livro espetacular.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla, eu daria dez, mil, enfim, um milhão de estrelas para esse livro. É genial!
      Beijos

      Eliminar
  12. Olá.
    Tudo bom?
    Assim como você, adoro livros de terror, ainda mais sendo nacional e de fato não temos muitos assim na nossa literatura, não sou muito fã de livro de contos, mas ultimamente tenho lido vários e achei interessante a ideia deles formarem um todo e os personagens aparecerem em outros contos.
    Amei a resenha.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Michelle! Eu conheci seu blog há pouco tempo, os livros resenhados fazem totalmente meu tipo rsrsrs. Recomendo essa leitura para vc, tenho certeza que irá amar.
      Beijos

      Eliminar
  13. UI... que assustador! nossa!
    não conhecia o autor, nem o livro, mas vou te dizer que gostei bastante, como tu adoro fantasia...terror nem tanto, mas de vez em quando aprecio um sustinho!
    amei a resenha! super completa!!!
    bjs

    ResponderEliminar
  14. Olha, vou lhe dizer que comigo ocorre o mesmo que aconteceu com você. Eu não me assusto com uma linguagem formal e caprichada. Ao contrário, acho que contar uma história, qualquer um pode, mas produzir uma obra de arte literária é para poucos. Não costumo ler muitos livros de terror, mas me interessei por este porque, além do cuidado com a língua, os contos são interligados. Eu gosto disso, pois dá dinamismo à obra, tornando-a mais interessante. Além disso, gostei dos desfechos surpreendentes. O livro já está na minha lista!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico muito feliz em saber disso. Espero que leia e quero muito conferir sua resenha. Me avise qdo publicar, as vezes pode passar despercebido por mim.
      Beijos

      Eliminar
  15. Oi Bia, tudo bem?
    Eu adoro livros de contos, pois eles nos trazem diversas histórias. Adorei sua indicação e animação quanto a obra do autor.
    Contos sempre me deixam animadas, portanto, fiquei bastante interessada. Obrigada mesmo pela dica.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico super feliz que tenha gostado. Espero que leia mesmo, vai adorar ♥
      Beeijos

      Eliminar
  16. Olá... tudo bem??
    Curti muito a capa viu e apesar de curtir demais a temática... estou dando uma parada em coisas de muito terror, porque ando em um momento mais light da minha vida... mas admirei muito tudo que você disse na resenha, até porque se trata de autor nacional e temos muitos bons aqui... tenho lido livros maravilhosos... sou apreciadora de nacionais e sempre que posso estou lendo um... mas não passo nenhum mês sem ter um nacional em minha leitura... sua resenha foi empolgante... não descartei a ideia de adquirir meu exemplar... mas não por agora... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bia minha filha, desculpe não te cumprimentar... minha mãe me chamou na hora para falar algo e depois li toda a resenha e não me dei conta que era seu blog lindo!!! xero!!!

      Eliminar
    2. Primeiramente UAU. Eu também gosto muito de livros nacionais, mas alguns gêneros são difíceis de se encontrar mesmo. Mil desculpas ao autor, mas não tinha ouvido falar sobre esse livro. E eu gostei muito rs.
      A sinopse já chama a atenção e você falou muito bem. Fico contente em saber que nenhum conto te desagradou.
      Parabéns pela resenha, linda!!

      http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

      Eliminar
    3. DIANA amore, não precisa se desculpar. Sabendo de seu gosto, tenho certeza que iria se empolgar assim como eu com o autor. Leia quando puder, vale a pena, é diferente de tudo que vc conhece.
      RACHEL também não conhecia esse talento, foi a Fran do My Queen Side que me recomendou e estou amando sua escrita. Em breve mais resenhas :)
      Beeijos

      Eliminar
  17. Oi, também amo um nacional, e claro os que tenha uma boa história ou várias dela para contar, como vejo que é o caso desse livro que resenhou. Bom, vi que amou a leitura, adorou todos os contos, mas eu fiquei com um pouquinho de medo e depois desse trailer aí, vou dormir bem assombrada hoje,hahaha, sério, morro de medo e não leio livros de terror por nada nesse mundo e nem assisto filmes, pior ainda,kkkk. Mas fico feliz que tenha curtido o livro, é maravilhoso quando nos apaixonamos pela escrita de algum autor e a história nos arrebata.

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pena ter medo do gênero :( é uma leitura perfeita.
      Beeeijos

      Eliminar
  18. Nunca ouvi falar de O Bairro da Cripta e achei a capa meio assustadora com esse cemiterio.
    Também adoro literatura nacional, acho que temos otimos talentos tao perto da gente.
    Nao sou mto de ler contos, eu sempre prefiro um livro com historia unica.
    Animei de conhecer a obra, ainda mais com tantos elogios e nota maxima.

    Beijos, Suzzy do Livros e Sushi
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Suzzy, apesar de ser contos diversos eles se interligam. É como se fosse uma história única sobre fatos que acontecem em um bairro.
      Beeijos

      Eliminar
  19. Eua mo livros nacionais mas esse nao faz meu tipo. Sua resenha ficou otima

    ResponderEliminar
  20. Olá Bia,
    Primeiramente, parabéns pela resenha.
    Classificar um livro como um dos melhores lidos até hoje? É uma tarefa e tanto, hein? O livro parece ser realmente bom e conquistar o leitor, mas, mesmo eu apreciando muito a literatura nacional e tendo lido essa resenha tão apaixonada, não fiquei curiosa para fazer a leitura do livro :(
    Fico muito feliz que esse livro tenha feito seu ano começar bem.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pena Bruna, eu recomendo o autor em si próprio. Ele tem uma escrita tão rica, e cria enredos tão únicos que acredito que todo mundo deveria ler.
      Beeijos

      Eliminar

 
© Lua literária - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo