Lua Cheia - Samara Morgan

18 de fevereiro de 2016
Olá leitores!! Como bem sabem, sou apaixonada pelo gênero terror.
Geralmente, todos os blogueiros abordam o preconceito que existe em outros gêneros, como romances eróticos, por exemplo. Mas, eu acredito que o terror também sofre de preconceito.
Vejam bem: na maioria de resenhas sobre livros e filmes, muitos leitores, só de olharem do que se trata, já fogem para as colinas. O que mais ouço são pessoas dizendo que jamais leriam ou assistiriam terror.
O que quero mostrar para todos, é que não se trata apenas de passar medo. Existem ótimas histórias por detrás do horror.
Sem contar que os personagens nunca são compreendidos. Em sua maioria, são vítimas de preconceito apenas por sua aparência.
A nossa mais nova coluna fixa, traz justamente o outro lado do terror. A história por detrás dos personagens que tanto remetem ao medo. Traz ainda os ótimos enredos e curiosidades em torno dos famosos ou não tão famosos assim, livros de terror.
Não tenham medo, traremos apenas fatos e versões.




Nossa primeira personagem incompreendida é a antagonista (o preconceito começa ai, deveria ser a protagonista) da duologia de sucesso O Chamado.
Você pode não ter assistido ao filme, por medo daquele ser com os cabelos no rosto, pálido, que sai da sua televisão especialmente para matar. Samara Morgan é a nossa convidada especial, e hoje vou contar sua história.
Nos filmes, tudo começa quando um grupo de adolescentes, ao passar o final de semana em uma cabana, encontra uma fita VHS e assistem. Ahhh os adolescentes!! Sempre curiosos.
No meio desse grupo, destacamos Katie Embry, sobrinha da jornalista Rachel Keller. A menina morre misteriosamente, e seus amigos contam uma história mais parecida com lenda urbana: a fita é amaldiçoada por uma menina, que leva sete dias para aparecer e matar o telespectador. Quase me esqueço, o mesmo é avisado desse prazo por telefone.
A jornalista Rachel passa então a investigar a procedência de tal fita, e imaginem seu espanto ao descobrir que não se tratava de uma lenda urbana. Tudo fica pior quando seu filho, uma criança apenas, assiste a fita e recebe o tal do telefonema.
Samara é horripilante. Ela mata suas vítimas, desconfigurando seu rosto. Assim como alguns apresentadores de televisão, invade suas casas sem pedir permissão. Nem adianta desligar os telefones de casa, ou fingir que não escuta tocar. Assistiu a fita é certo: ela vai te ligar, e vai te dar sete dias.
Particularmente, acho Samara bem mais boazinha que muitos outros vilões por ai. Ela te dá um prazinho para se despedir dos amigos, cumprir aquela lista de coisas a se fazer.
O que pouca gente sabe é que ela nem sempre foi essa criatura horrível e sem coração. Todo esse comportamento violento da garota tem uma explicação.

,

A foto logo acima mostra a garota antes de todo o ocorrido. Samara fora adotada pelo casal Richard e Anna Morgan.
Richard e Anna tinham uma fazenda onde criavam cavalos. Adotaram a menina após várias tentativas fracassadas de terem filhos naturalmente. Uma menina linda, aliás.
Porém, Samara parecia possuir um poder estranho, capaz de controlar e confundir a mente de outras pessoas. Ela começou a provocar alucinações na mãe, e o comportamento dos cavalos passou a mudar.
Tudo ficou muito estranho após a vinda da garota para a fazenda, podia ser uma simples coincidência, mas Richard acabou deslocando Samara para o celeiro.
Acharam cruel? Bem, ela dormia em um cômodo improvisado, com cama, tv, e até alguns brinquedos; mas logo abaixo desse quarto ficavam os cavalos. O barulho dos animais era enorme, o que impedia Samara de dormir.
A garota nunca dormia. De acordo com seus pais, ela passou a controlar a mente dos animais, fazendo-os se jogarem no mar.
Assim sendo, decidiram interná-la em um hospício. Lá, profissionais capacitados acabaram por descobrir que Samara conseguia alterar imagens com a mente. Richard e Anna decidiram tirar a menina do lugar, e não consigo me lembrar bem do motivo. Os médicos foram contra a atitude dos pais, porém tiveram de acatar.
Anna estava cada vez pior. No auge de suas alucinações, levou Samara a um poço que ficava na fazenda, e tentou sufocá-la. A atirou no poço ainda viva, inclusive a menina viu quando sua própria mãe fechou a tampa do poço.
Não é uma crueldade?
Mesmo a garota sendo especial, podemos justificar o fato de sua mãe tê-la matado? 
Pois bem, anos se passaram e ela voltou. Sua aparência, antes perfeita, agora está medonha. Veja só como Samara ficou:


Ela foi morta na década de 70, aproximadamente, e conseguiu sair do poço apenas em meados de 2002. Vocês esperavam que ela estivesse como? Longe dos raios solares, mergulhada na água, dividindo um espaço com roedores e vai saber o que mais. Tudo bem que ela deveria apenas morrer, só que esse crime não poderia passar despercebido. Alguém precisava saber o que Anna fez com uma criança de apenas oito anos.
Dizem que Samara modificou o vídeo assistido pelos adolescentes para contar sua história. Sinceramente? Acho que esses adolescentes nem deram atenção, o que causou fúria na garota. Oito anos, reparem como foi sua criação, ela não sabe bem o que é certo ou errado.
A garota precisa de uma mãe meu povo. Talvez se alguém atendesse esse telefone com um carinho maternal, evitaria muitas mortes. Ou quem sabe a convidasse para assistir um desenho?
Há boatos que este ano teremos o terceiro filme da franquia, onde entenderemos mais sobre a paranormalidade de Samara.
Eu já estou louca aqui para assistir.
Gostaram? Conseguiram compreender o drama por trás de "O Chamado"? Quem sabe agora não vê a história com outros olhos e consiga assistir.
Beeijos!





Créditos:
Wikipedia


Beijos!!



Post por: Bia Gonçalves
Sua maior paixão são os livros que lhe fazem viajar. Odeia mesmices, por isso adora se aventurar nas páginas de uma boa fantasia e se prender a um terror daqueles de parar o coração.
35 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

35 comentários:

  1. Que medo desse seu post hehehehehehe. Cara não me bate mas nunca vi O Chamado. Só de falar tenho certo medo dele ashuashuahsuasa.
    Posso deixar uma dica? Faça algum texto falado de It A Coisa.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sinta medo!!! O post conta apenas a história por trás do terror abordado.
      Beeijos

      Eliminar
  2. Não é sempre que encontramos ideias originais e inteligentes nesse antro de cupidez chamado internet. A mesma rede que aproxima, por vezes, é responsável por separar. Deveras, deixar de acompanhar alguns periódicos literários, se torna rotina na vida do escritor, seja pelo imenso número de pessoas que se dispõem às resenhas literárias, seja pelas besteiras que o escritor lê nestes blogs. Conheci o LUA LITERÁRIA algum tempo atrás. A querida Francine do My Queen Side me apresentou à Bianca e desde então mantemos entendimento no que se refere à literatura e ao gênero horror. A qualidade literária das resenhas da Bianca é algo muito, mas muito acima da média. Seu penejar constante, repleto de informações e opiniões, prende a atenção do leitor do começo ao ponto final. Essa é uma característica marcante do LUA LITERÁRIA. O escritor percebe, antes de tudo, que a pessoa responsável pela resenha LEU seu livro. LEITURA no sentido de adentrar às páginas e rir, chorar, morrer ou viver feliz para sempre com seus personagens. Essa classe de leitores e resenhistas à qual a Bianca pertence, é o que de mais precioso o mundo literário pode oferecer ao escritor.
    Contudo, quando a resenhista faz uso dessa perspicácia literária, analogicamente levando seus conhecimentos a uma outra arte, qual seja, a cinematográfica, o resultado só pode ser um TRABALHO EXCELENTE!
    A nova coluna da Bianca no Lua Literária me surpreendeu! NOVIDADE DAS MAIS ELEGANTES E BOAS! Um trabalho com este deveria ser levado além dos periódicos virtuais. Examinar psique e motivações dos antagonistas dos filmes de horror é uma ideia genial, sem precedentes e que deve inspirar exemplos. Só de imaginar o quão ilimitada é essa ideia, já despenco em concatenações das mais lúgubres!
    De maneira que PARABENIZO a anfitriã pelo seu TRABALHO!
    AGUARDANDO ANSIOSO por novas luas.
    M.R.Terci

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Marcos!! Quando pensei na coluna quis logo trocar uma ideia contigo, que é sempre tão sincero e atencioso. Fico honrada com todos os elogios, e quero trazer personagens seus para essa coluna (já fica o convite).
      Beeijos

      Eliminar
  3. Gostei muito do seu post. De fato, a maioria das histórias de terror tem sim uma história bem interessante. Eu confesso que raramente leio livros de terror. Geralmente leio suspense se for "de leve", só porque tenho medo mesmo. Tenho até pesadelos quando ouso ver algum filme ou ler livros de terror, mas sei quando deixo de ler, deixo também de conhecer uma ótima história.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por ter conferido meu post. A minha intenção é justamente essa, mostrar as histórias por trás do gênero. As vezes, leitores que tem medo como vc, podem sentir vontade e superá-los, quem sabe.
      Beeijos

      Eliminar
  4. Olha eu não tenho preconceito com o gênero não, eu tenho é medo... rsrs
    Não leio e nem assisto esse gênero porque depois fico neurótica, principalmente quando as histórias estão relacionadas com algo real.

    Beijo
    http://conchegodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahahaha então a coluna lhe será útil Bruna. você poderá conhecer as histórias sem a parte que promove o medo.
      Beeijos

      Eliminar
  5. Oiee

    Eu adoro terror!!! Amei o post, ficou ótimo.
    Já assisti mais de uma vez kkkkkkkkk e espero mesmo que venha o terceiro filme.

    Bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Fernanda, fico feliz que tenha gostado.
      Eu também já assisti inúmeras vezes rsrsrs, ansiosa pelo terceiro.
      Beeijos

      Eliminar
  6. Oi,
    Confesso que tenho mt medo de livros e filmes de terror, mas "O Chamado" assisti pq minha mãe insistiu mt. Quando acabou o filme quem disse que tínhamos coragem de atender o telefone? hahahaha
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Iris! hahahaha é tudo mentirinha.
      Espero que consiga superar esse medo com as próximas edições :)
      Beeijos

      Eliminar
  7. Oi, adorei a originalidade. Adorei o post!
    Eu vi o filmes faz uns bons anos e não lembro da história, mas lembro que achei assustador, eu era criança. rs
    Pensando por esse lado, tadinha, parece que ela realmente não tem culpa, mas imagina conhecer uma pessoa com esses poderes? Eu ficaria bem assustada. haha

    parado-na-estante.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada ♥
      hahaha pois é, realmente as diferenças podem ser assustadoras, e os poderes de Samara podem ter perturbado muito essa família. mas ainda a considero vítima.
      Beeijos

      Eliminar
  8. Oi Bia. Tudo bem?

    Adorei seu post. Eu tenho os dois filmes aqui em casa e gosto bastante deles, mas se for para escolher entre os dois filmes, eu prefiro o primeiro.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Kênia! Obrigada *-*
      Eu também prefiro o primeiro.
      Beeijos

      Eliminar
  9. Nossa, nova coluna super massa!
    Eu AMO terror, apesar de alguns, principalmente de espíritos, não me deixarem dormir em paz. kkkk

    Mas por incrível que parece nunca li um livro do gênero. :O
    Sempre é filme. Acho que tenho que mudar isso!! rsrs

    Beijos, Thay Rocha
    www.leitoranamoda.wordpress.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Thay!! Eu também assistia mais filmes que lia livros. Estou mudando esse hábito, já que os livros são mais interessantes.
      Beeijos

      Eliminar
  10. Oie!
    EU já assisti os dois filmes, e o primeiro é bem melhor que o segundo. Lembro que como foi um dos primeiros filmes de terror que eu assisti, eu fiquei bem assustada. Hoje se eu assistir, acredito que não vou ligar tanto kkk
    Bjks!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A primeira vez sempre dá aquele medinho né, depois nos habituamos e podemos achar até bobo hahah
      Beeijos

      Eliminar
  11. Oi, tudo bem?

    Gosto muito de filmes de terror, mas quase não leio livros do gênero, esse ano quero ler mais livros assim. Ainda não assistir O Chamado, mas pretendo assisti-lo em breve.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  12. Eu me sinto muito tranquila em relação aos livros e filmes de terror, e quanto aos eróticos, inclusive, pois quanto aos primeiros, tenho restrições, mas gosto de alguns, como Poe e King, por exemplo. Quanto aos eróticos, conheço poucos que se salvam. Por que digo que me sinto tranquila quanto aos dois gêneros? Porque preconceito é uma ideia pré concebida, é quem julga sem conhecer. Como já li os dois gêneros, sei bem do que gosto e do que não gosto, e sei que não é preconceito, pois estou falando do que conheço, já experimentei. Mas concordo com você, há muito preconceito, sim. Há muitas pessoas julgando o que nunca leram, e isso é muito chato. Ninguém é obrigado a gostar, mas para dar opinião precisamos ler antes. Gostei muito do seu post, pois trouxe uma discussão e uma reflexão muito interessante. Eu assisti ao Chamado 1, mas o 2 não consegui! E, olha, as suas fotos me deixaram arrepiada de medo! hahaha

    Tatiana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Tatiana!! Preciso mudar essas fotos nos próximos posts kkkk, minha intenção não era causar medo, juro!!
      Fico feliz que tenha gostado.
      Beeijos

      Eliminar
  13. Eu adoro os dois filmes de "O chamado". Não tenho nenhum preconceito com livros de terror, o importante é ler de dia, hahaha (sou medrosa sim). Bom, só li um livro de terror até hoje, e confesso que ele me deixou com os "cabelos em pé", mas quero ler outros, pois adorei a experiência.

    Beijos,
    Leia a resenha de "Uma canção de amor"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. kkkkk alguns livros com certeza não dão para ser lidos a noite. Sabe esse lance de ficar sozinho lendo? Que nada, terror precisa de ter alguém em casa.
      Espero que leia muito mais!
      Beeijos

      Eliminar
  14. Amo terror, é um dos meus gêneros favoritos, me senti totalmente contemplada com esse post! hahaha Realmente, muita gente tem preconceito com terror e foge só de ver o título do livro, o que acaba me ferrando pois boa parte do que eu leio é terror, então consequentemente minhas resenhas também serão sobre isso, rs.
    Enfim, O Chamado foi uma experiência única na minha pré-adolescência, lembro direitinho de quando assisti o primeiro filme e tive que passar um mês inteiro dormindo no quartos dos meus pais, pois estava me cagando de ir dormir sozinha.
    É claro que, na época, eu nem me liguei muito na estória por trás de todo o terror, mas há pouco tempo eu reassisti os filmes e percebi exatamente tudo isso que você disse: a Samara é uma coitada hahaha
    Enfim, eu gostei muito daqui! Segui o blog e pretendo acompanhá-lo. :)

    Abraço,
    http://magoevidro.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Tisa!! Estou muito feliz com sua visita, e mais feliz ainda em saber que você gostou do nosso espaço, e aprovou a coluna.
      A primeira vez que assisti o filme também não percebi a história por trás do enredo. Eu era adolescente, e senti medo rsrsrs. Após um tempo percebi toda a história por trás do enredo, e não consigo mais sentir medo dos filmes.
      Estou indo visitar seu blog agora!!
      Beeijos

      Eliminar
  15. Cunhada A-R-R-A-S-O-U!!!!
    Adorei o post, ficou incrível e muito esclarecedor.
    Ideia muito original,e já estou ansiosa pelos próximos capítulos da sua coluna :D

    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cunhada, você também tem parcela de culpa por essa coluna. Foi a primeira que mostrei, confio super na sua opinião e qdo me disse que havia gostado, pensei: vai dar certo.
      Beeijos
      Amo-te

      Eliminar
  16. RINDO MUITO AQUI KKKKKKKKK
    A GAROTA PRECISA DE UMA MÃE, MEU POVO HAHAHAHAHAHAH
    Não, sério, no final da até uma peninha dela :(
    Mas ela continuou revolts, aí a peninha passou rápido.
    Se fomos notar bem, todos os vilões, ou a maioria, tem um passado conturbado e que influenciou para se tornarem assassinos, psicopatas, etc etc etc...
    O que eu não me lembro bem, é se o filme conseguiu explicar o por quê a Samara tinha esse poder, dom, sei lá.
    Gosto muito do filme, e você sabe que o gênero é o meu preferido, então fiquei mega animada com essa coluna fixa, muito criativa você, mocinha HAHAHAHA
    Beijos!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada mocinha, mas vc tem dons paranormais de criatividade, não chego perto hahaha.
      Fiquei sabendo que esses dons serão explicados no terceiro filme, e estou ansiosíssima aqui.
      Beeeijos

      Eliminar
  17. Muito bom o texto, ótimo blog, desde qnd assiste o filme me sente intrigado com a estória, sua analise faz o flime fazer sentido. Nao sei pq as pessoas sentem tanto medo de historias de terror, saber lidar com o medo a melhor forma de encontrar sabedoria.

    ResponderEliminar
  18. Muito bom o texto, ótimo blog, desde qnd assiste o filme me sente intrigado com a estória, sua analise faz o flime fazer sentido. Nao sei pq as pessoas sentem tanto medo de historias de terror, saber lidar com o medo a melhor forma de encontrar sabedoria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Gabriel!! Muito obrigada, espero que volte sempre.
      Beijos

      Eliminar

 
© Lua literária - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo