Resenha: Coraline - Neil Gaiman

8 de julho de 2016
Título: Coraline
Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco
Ano: 2003
Páginas: 155
Skoob
Comprar: Livraria da Travessa
Sinopse: A jovem Coraline acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração.
Em uma tarde chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.

 Cada vez mais minha admiração por Neil Gaiman aumenta, a cada livro lido ele vai se tornando um dos meus escritores favoritos. Coraline foi o meu primeiro contato com o escritor britânico.

    
 Coraline foi o primeiro livro do autor dedicado ao público juvenil, que de infantil não tem nada. Coraline é uma garotinha que acaba de se mudar com seus pais para um apartamento num prédio muito antigo, antigamente os apartamentos eram interligados, mas assim que começaram a serem alugados eles foram separados. Coraline é muito curiosa e espirituosa, ela se julga uma exploradora.  Em um dia chuvoso, ela não pôde sair para explorar e por indicação da mãe, Coraline resolve explorar o apartamento, é quando ela encontra uma porta que teoricamente deveria estar fechada por uma parede de tijolos.
 Do outro lado Coraline encontra "os outros pais" e um mundo aparentemente perfeito, mas com o tempo ela percebe a maluquice do lugar e que até simples botões podem ser assustadores.


 Coraline é uma leitura rápida, com uma forma de escrita bem infantil, mas que possui uma carga de obscuridade gigantesca. O "outro mundo" é muito sinistro. Por ter poucas páginas a estória vai se desenvolvendo sem enrolação, as reviravoltas fantásticas vão acontecendo, o leitor fica preso e apreensivo em cada páginas e quando se der conta...o livro terminou.
 Os personagens são encantadores. Coraline é muito sagaz e inteligente, sentiu muito carisma pela personagem que apesar da pouca idade e ter medo, muitas coisas ali são bem assustadoras, se mostra muito corajosa. Outro personagem que despertou minha empatia foi o gato, sim, o gato. Ele não tem nome, pois ele sabe quem é e por isso não precisa de nome para lembrar-se disso.


 Enfim, Neil Gaiman é incrível, sua imaginação e a capacidade de contar histórias chega a ser surreal. Coraline é sensacional e merece ser lido independente da idade, é o tipo de livro que diverte e assusta a criança, o jovem, e traz ensinamentos aos mais experientes.
 Espero que tenham gostado e me desculpem pelo blog estar um pouco desatualizado. Um abraço a todos e até a próxima.







Post por: Paulo Bragança
Tem 20 e alguns anos e mora em algum lugar no interior de Minas Gerais, autor do livro Lexus – O Despertar da Escuridão e alguns contos espalhados por aí; É cavaleiro jedi, bruxo, semideus, tributo, Stark de Winterfell e mais!
5 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

5 comentários:

  1. Oie, tudo bem?
    Eu não li nada do autor, mas sempre tiver vontade, acho legal indicação de livro infantis, mas com aquela pegada para adultos também.
    A resenha está muito bem feita, vou tentar ler o quanto antes, Beijos!
    Lost Words

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Eu sou fã desse filme e o do livro. É um mundo mágico, porém perturbador. Meus sobrinhos amam, mas tem medo de algumas parte.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  3. Olá cupcake!
    Minha reação ao ler esse post: Minha nossa, te um livro! Mããããeee!!
    Eu amo de coração o filme e com certeza vou amar o livro mais ainda <3

    xoxo
    semitributo.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Oi, Paulo!
    Quando vi o filme da primeira vez, eu fiquei "gente, como esse povo diz que é pra criança?" Eu tinha 17 anos na cara na época e ainda assim fiquei um pouco assustada.
    Desde que descobri que havia livro, eu me interessei em ler, mas nunca arranjei tempo..
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de aniversário do blog Crônica sem Eira

    ResponderEliminar
  5. Oi Paulo!
    Coraline é um dos meus grandes desejados do Gaiman!
    Aliás queria começar a ler algo dele justamente por Coraline,mas vou começar lendo O Oceano No Fim do Caminho mesmo.
    Dizem que é um livro que aparenta ser inocente mas tem um ar meio sombrio...curiosidade me matando!!
    Abraços!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

 
© Lua literária - Agosto/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo